Salários na odontologia: quanto ganha um dentista e como ganhar mais

Para quem quer investir na odontologia, salário é algo muito importante.

Afinal, será que dentista ganha bem? Qual a média do salários na odontologia? Existem especialidades mais bem remuneradas do que outras?

E para quem já está no mercado, uma dúvida é bem comum: como fazer para ganhar mais dinheiro no setor? Continue lendo este artigo e tire todas essas dúvidas!

Salário: qual a média do mercado?

O salário na odontologia varia dependendo de uma série de fatores, como o estado onde o profissional atua, a sua especialização e se ele é empregado ou proprietário do próprio consultório.

Nesse último caso, não há como prever uma média salarial, já que tudo dependerá da quantidade de pacientes, de consultas e de procedimentos realizados dentro do mês.

De acordo com os dados do CAGED, no período de 12/2018 até 07/2019, a média salarial na odontologia foi de R$ 3.752,63 (salário médio bruto mensal) para uma jornada semanal média de 31 horas.

O teto máximo alcançado na pesquisa do CAGED foi de R$ 5.671,00. Mas é claro que existem diferenças em relação ao estado onde o profissional atua e também o tempo de experiência. Profissionais recém-formados, por exemplo, ganham em média R$3.393 para jornadas de 27 horas semanais.

Outra pesquisa, realizada pelo Site Nacional de Empregos (Sine), tem uma visão mais positiva do mercado, colocando a média salarial na odontologia de R$ 9 mil, mas isso para dentistas com mais de 8 anos de experiência e que atuam em organizações de grande porte.

Dentistas autônomos

odontologia salario 3

Para os dentistas autônomos, ou seja, aqueles que desejam abrir seu próprio consultório, pode ser mais difícil estipular uma média de salários na odontologia. Afinal, tudo dependerá da quantidade de pacientes atendidos dentro do mês e dos procedimentos realizados.

Se você está pensando em atuar dessa forma, pode seguir como base a tabela de Valores Referenciais para Procedimentos Odontológicos, que varia de acordo com o Conselho Regional que o estipula. Abaixo separamos exemplos da tabela do CROSP(Conselho Regional de Odontologia de São Paulo):

  • consulta inicial: R$ 110,45;
  • consulta de urgência noturna, sábados, domingos ou feriados: R$ 204,45;
  • controle da placa bacteriana (por sessão): R$59,27;
  • tratamento da gengivite (terapêutica básica 2 hemiarcadas): R$ 58,84;
  • aparelho ortodôntico fixo (metálico – 1 arcada): R$577,95.

Odontologia salário: média por estado

Como dissemos, a média de salário na odontologia também pode variar dependendo do estado em que o profissional atua. Veja algumas médias salariais abaixo:

  1. Acre: R$ 2.209,20 para jornadas de 39 horas semanais;
  2. Alagoas: R$ 3.699,94 para jornadas de 27 horas semanais;
  3. Amazonas: R$ 3.105,33 para jornadas de 31 horas semanais;
  4. Amapá: R$ 3.171,00 para jornadas de 40 horas semanais;
  5. Bahia: R$ 3.327,83 para jornadas de 34 horas semanais;
  6. Ceará: R$ 3.301,78 para jornadas de 32 horas semanais;
  7. Distrito Federal: R$ 4.958,00 para jornadas de 24 horas semanais;
  8. Espírito Santo: R$ 4.958,00 para jornadas de 28 horas semanais;
  9. Goiás: R$ 3.817,68 para jornadas de 25 horas semanais;
  10. Maranhão: R$ 4.996,81 para jornadas de 34 horas semanais;
  11. Minas Gerais: R$ 4.607,94 para jornadas de 33 horas semanais;
  12. Mato Grosso do Sul: R$ 7.726,00 para jornadas de 44 horas semanais;
  13. Mato Grosso: R$ 5.157,51 para jornadas de 32 horas semanais;
  14. Pará: R$ 5.040,00 para jornadas de 34 horas semanais;
  15. Paraíba: R$ 3.702,23 para jornadas de 30 horas semanais;
  16. Pernambuco: R$ 6.921,00 para jornadas de 33 horas semanais;
  17. Piauí: R$ 2.669,11 para jornadas de 25 horas semanais;
  18. Paraná: R$3.524,27 para jornadas de 29 horas semanais;
  19. Rio de Janeiro: R$ 4.039,67 para jornadas de 32 horas semanais;
  20. Rio Grande do Norte: R$ 3.617,57 para jornadas de 25 horas semanais;
  21. Rondônia: R$ 2.934,38 para jornadas de 42 horas semanais;
  22. Roraima: R$ 4.311,00 para jornadas de 23 horas semanais;
  23. Rio Grande do Sul: R$ 3.961,77 para jornadas de 24 horas semanais;
  24. Santa Catarina: R$ 3.415,20 para jornadas de 27 horas semanais;
  25. Sergipe: R$ 4.703, 17 para jornadas de 20 horas semanais;
  26. São Paulo: R$ 5.116,55 para jornadas de 31 horas semanais;
  27. Tocantins: R$ 4.474,89 para jornadas de 41 horas semanais.

Quais especialidades da odontologia têm um salário maior?

Além da localidade onde o profissional atua e do tempo de experiência, a média salarial na odontologia também varia dependendo da especialidadeescolhida. De acordo com os dados do CAGED 2019, a média salarial por especialidade é de:

  • Cirurgião Dentista da Estratégia da Saúde da Família: R$ 5.981;
  • Cirurgião Dentista – Clínico Geral: R$ 5.713;
  • Cirurgião Dentista – Dentística: R$4.903;
  • Cirurgião Dentista – Endodontista: R$ 3.210;
  • Odontogeriatria: R$3.594;
  • Ortodontista: R$ 3.495;
  • Periodontista: R$ 4.533;
  • Traumatologista Bucomaxilofacial: R$3.594.

Outra possibilidade é investir nos concursos públicos, já que dependendo da cidade ou do órgão contratante, os salários podem ser maiores. Para a Polícia Militar de São Paulo, por exemplo, a média salarial é de R$ 5.897, para a Força Aérea Brasileira (FAB), R$ 8.100 e para a Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), R$ 6,500.

Como aumentar os rendimentos na odontologia?

odontologia salario

Para quem já trabalha na área, um dos principais desafios é sobre como aumentar o salários na odontologia. Infelizmente não existe nenhuma “fórmula milagrosa” que funcione com todos os casos. Porém, existem boas dicas capaz de ajudá-lo a melhorar seus rendimentos, principalmente para aqueles que desejam abrir o próprio consultório.

Por exemplo:

  • crie uma marca forte e trabalhe para que ela se torne conhecida entre o seu público-alvo;
  • defina muito bem quem será o seu público e levante informações sobre essas pessoas para fazer seu plano de marketing, como: idade, renda, profissão, localização, preferências em relação ao atendimento, dificuldades que sua clínica ajuda a resolver etc.;
  • invista nas redes sociais e no  marketing digital: tenha uma página de empresa nas redes sociais que seu público mais usa e divulgue conteúdo interessante, que ajude essas pessoas a tirarem as principais dúvidas sobre odontologia e criarem um relacionamento com a sua marca;
  • Invista em criar a sua máquina de geração de pacientes pelas redes sociais.
  • ofereça um atendimento excelente, desde o primeiro contato do paciente até o pós-consulta;
  • preocupe-se com os seus pacientes e ofereça mais facilidades, como multiplataformas para agendamento de consultas, por exemplo, via chat no seu site, pelo Facebook Messenger ou pelo Whatsapp;
  • tenha uma gestão profissional do consultório, preocupando-se com todos os custos, identificando uma margem de lucro adequada para os seus serviços e evitando confundir as contas da empresa com as suas pessoais;
  • fidelize seus pacientes, seja com planos específicos de fidelização, seja com um atendimento diferenciado e humanizado;
  • não se acomode: invista em conhecimentos além da odontologia como marketing, finanças, gestão de empresas, gestão de pessoas, planejamento estratégico etc.;
  • treine todos os seus funcionários para que eles atuem de acordo com a missão, visão e valores da sua clínica;
  • diferencie a sua clínica: entenda o que você faz de melhor e foque nisso;
  • acompanhe o seu mercado e sempre fique atualizado com as demandas dos seus pacientes.

Como você viu, os salários na odontologia variam bastante e é possível ter ganhos maiores ou menores dependendo da sua especialidade, área de atuação e forma de contratação, como trabalhando para empresas grandes do ramo ou investindo no consultório próprio.

Gostou de saber mais sobre o tema: odontologia salário? Aproveite e compartilhe com seus amigos para que eles compreendam melhor a realidade do mercado de odontologia no Brasil!

Comentários