cheap nfl jerseys 11 equipamentos odontológicos fundamentais para dentistas

11 equipamentos odontológicos fundamentais para dentistas!

Na hora de montar ou equipar o consultório, os equipamentos odontológicos são fundamentais.

Porém, é muito importante conhecer quais são os mais indicados e quando eles devem ser usados, orientando a sua compra.

Essa é uma dica especialmente interessante para quem está se preparando para montar o primeiro consultório odontológico ou para quem deseja começar a atender em uma outra especialidade.

Esse é o seu caso? Então veja as dicas importantes que separamos!

11 principais equipamentos odontológicos

Veja a relação que montamos com os equipamentos para consultório odontológico que você precisa ter.

1- Cadeira Odontológica

A cadeira odontológica, sem dúvida, está entre os mais básicos equipamentos de dentista.

Afinal, sem ela, será impossível realizar o seu trabalho. Aqui, existem algumas possibilidades, como:

  • cadeira semi-automática: possui apenas controle de subida e descida automático;
  • cadeira totalmente automática: possui controle de subida e descida e regulagem automática de encosto;
  • cadeira totalmente automática com volta-zero: além do controle total, ainda conta com botão de posição supina e volta à posição sentada com apenas um toque.

Além desses pontos, é importante conferir se a cadeira é confortável e ergonômica, se ela conta com braços anatômicos, se possui sistema antiesmagamento e se não tem costuras (nesse caso, a limpeza ficará mais simples).

2- Mocho

É o “banquinho” onde o dentista fica sentado.

Por isso, é fundamental escolher muito bem essa ferramenta, já que você passará horas por dia trabalhando nele.

O ideal é escolher por modelos que ofereçam boa mobilidade (com rodízios), tenha regulagem de altura e encosto.

Além disso, confira se o estofamento é confortável e se o mocho é ergonômico.

3- Pedal de controle

O pedal é que aciona as funções da cadeira odontológica e controla a rotação dos instrumentos.

Você encontrará pedais com duas variações: multifuncional joystick (parecido com um controle de videogame) e o multifuncional.

4- Refletores

Os refletores auxiliam na visão do campo operatório, aumentam a confiabilidade do procedimento e ajudam o dentista a observar detalhes mais profundos.

Você encontrará versões com lâmpadas LED ou halógenas.

O LED é mais econômico e não aquece o campo de trabalho, por isso os modelos mais modernos contam com tecnologia LED+, que usam lâmpadas sem luz azul na composição, o que evita a polimerização precoce das resinas.

5- Mesa do Equipo

Também faz parte do conjunto odontológico e é um dos materiais mais básicos para o dentista trabalhar.

É ela que oferece suporte dos instrumentos integrados à mesa.

O recomendado é optar por modelos ergonômicos e com encaixe preciso, o que evita quedas de instrumentos quando for colocá-los nos terminais.

Os modelos contam com mangueiras, seringa e bandeja.

6- Autoclave

Antigamente, os consultórios costumavam usar as estufas para fazerem a esterilização dos equipamentos.

Porém, com o surgimento da autoclave, essa passou a ser mais recomendada, pois é mais eficaz no processo de esterilização, já que trabalha com vapor sob pressão.

Lembrando que a Anvisa não recomenda o uso das estufas, uma vez que elas precisam de um longo período de esterilização, o que pode comprometer a eficácia da desinfecção.

7- Jato de bicarbonato e caneta de ultrassom

Dependendo da especialidade odontológica da sua clínica, será preciso investir em alguns aparelhos de dentista específicos.

O jato de bicarbonato é muito usado por dentistas da área de estética, endodontia e periodontia, já que ele permite realizar a profilaxia, removendo placas bacterianas e manchas profundas.

Já a caneta de ultrassom é mais indicada para remover tártaro, tanto subgengival, como supragengival e da região interdental.

Ela também pode ser usada para limpar o canal radicular, abrir e alargar canais calcificados, condensar guta-percha, limpar o canal e remover o tecido cariado na região interdental e remover pinos.

Na área de prótese e dentística, a caneta também tem aplicação, podendo ser usada para descimentar coroas e pinos e para condensar a amálgama.

8- Compressor

É o equipamento que fornece ar comprimido para os outros aparelhos, por exemplo o sugador.

Como ele é mais barulhento e costuma aquecer o ambiente, a recomendação é colocá-lo em um espaço próprio, com uma tubulação planejada.

Outras orientações ainda devem ser seguidas para evitar a contaminação, como não deixar o compressor em locais próximos à banheiros, sempre fazer a manutenção com técnico habilitado e não usar modelos a óleo.

São muitos os modelos de compressor e a recomendação é optar por um que consiga produzir volume de ar suficiente para que todos os aparelhos do seu consultório funcionem.

9- Fotopolimerizador

Esse equipamento para dentista é usado nas restaurações (diretas e indiretas) e também na colagem de brackets e outros acessórios ortodônticos.

O fotopolimerizador emite onda na cor azul que ativa os compostos de resina e os endurece, fixando-os nos dentes.

A qualidade e a durabilidade da restauração ou da colagem da faceta, por exemplo, estão diretamente ligados ao fotopolimerizador usado no processo. Por isso, se atente a qualidade do produto.

10- Kit de alta e baixa rotação

Esse é um dos primeiros equipamentos de dentista que muitos costumam comprar, geralmente ainda na época da faculdade.

Ele conta com itens essenciais como: motor de alta rotação ou extratorque, micromotor, contra-ângulo e peça reta.

Quando for comprar, analise o design dos motores, a irrigação em spray e o custo-benefício, já que o investimento é alto, o esperado é que ele dure bastante.

11- Aparelho de raio-x

Atualmente, o melhor aparelho de raio-x é o de radiologia odontológica digital direta com scanner intraoral.

Assim, as imagens captadas da arcada dentária vão direto para o computador e a exposição à radiação é muito menor.

Dependendo do tipo de serviço que você for oferecer na sua clínica, esse é um equipamento muito interessante.

Em outros casos, contudo, esse serviço poderá ser terceirizado.

Dicas para escolher os equipamentos odontológicos

equipamentos odontologicos 2

Como você viu, existem vários tipos de equipamentos odontológicos, sendo que alguns podem ser mais ou menos importantes dependendo da sua especialidade e do público que atenderá.

Para escolher bem esses materiais e equipar corretamente sua clínica, algumas dicas são essenciais, veja:

  • consulte seu orçamento e faça um planejamento financeiro. Para não se endividar, sempre considere o tempo médio de retorno sobre cada investimento;
  • defina quais equipamentos odontológicos são prioridade e que consigam viabilizar as novas práticas que você deseja executar;
  • avalie as instalações e entenda se há espaço e instalação adequada para o novo instrumento odontológico que você deseja adquirir (analise questões como pontos de luz, tomadas, proximidade da máquina com mobiliários etc.);
  • cuidado com a escolha da marca e do modelo. Sempre preze pela qualidade, pois muitos equipamentos interferem tanto na experiência do paciente como no resultado final do tratamento;
  • pesquise o fornecedor, escolhendo aquelas empresas de qualidade e de confiança. Se for o caso, converse com outros dentistas da região para saber quais marcas e fornecedores eles indicam.

Agora que você já sabe quais são os equipamentos odontológicos mais importantes para equipar seu consultório, que tal transformar seu atendimento? Baixe o nosso ebook com as descobertas mais incríveis sobre atendimentos em clínicas e descubra como dobrar o seu faturamento!

Comentários