A dor de agendar uma consulta em hospital no Brasil – caso real

 In Marketing na Saúde

Ps.: este caso é real e aconteceu comigo em pleno 2018!

Pesquisando os canais para entrar em contato com o hospital

Imagine a seguinte situação:

Você gostaria de marcar uma consulta em um renomado hospital particular da sua cidade.

Você procura na internet meios de entrar em contato para realizar o procedimento de agendamento.

Eles disponibilizam três canais: rede social, email e telefone.

Você manda mensagem pela rede social, espera 10 minutos, ninguém te responde.

Aliás, até hoje, nunca te responderam…

Ok! Você decide ligar, porque da última vez que mandou e-mail… De novo: nunca te responderam.

Primeira tentativa te retorna: “Serviço não disponível”

Falas para tu mesmo: Ok, tento mais tarde.

Passam-se 10 minutos.

Você tenta ligar novamente

Segunda tentativa te retorna: “Serviço não disponível”.

Ok, talvez muitas pessoas estejam ligando na mesma hora e o serviço está sobrecarregado. Você aguardo mais 10 minutos sem problemas.

Passaram-se 10 minutos.

Tentas ligar novamente.

Finalmente atendido

Ao ligar, você é atendido pela bendita URA e uma voz gravada começa a te passar as diretrizes:

“Seja bem vindo a central de relacionamento do XXX Hospital Center.

1 – Se você é paciente ou prestador;

2 – Para falar com setores administrativos, estes setores atendem apenas nos horários das 8 as 18h de segunda a sexta;

3 – Para falar com os consultorios especializados;

4 – Para falar com laboratorio de patologia;

0 – Para falar com atendente;”

Você digita 1 e então a atendente continua:

“Tecle:

1 – Atendimento de emergência;

2 – Agendar com o Centro cirúrgico;

3 – Setores de internação;

4 – Autorização e alta;

5 – Orçamento de consultas particulares;

9 – Falar com um atendente”

Você pensa: poderia haver a opção de marcar uma consulta neste atendimento, mas tudo bem.

Você então aguarda pacientemente 40 segundos para que tudo isso seja falado, tecla 9 e ela responde:

“Aguarde, você será redirecionado para uma de nossas atendentes”

Atendimento humano

– Boa tarde senhor, no que posso ajuda-lo?

– Alô, gostaria de marcar uma consulta com o Dr. Fulano.

– Pois não senhor, te encaminharei para a secretária responsável pelos agendamentos do Dr. Fulano.

Mais espera. Mais musiquinha por 1 minuto.

– Olá senhor, como posso te ajudar?

– Gostaria de marcar uma consulta com o Dr. Fulano.

– Pois não senhos, qual seria o seu plano de saúde?

– Unimed.

– Nome completo?

– Sicrano de Tal.

– Ok, temos vaga para a próxima terça-feira. O Dr. Fulano atende das 9 as 13h por ordem de chegada.

– Na terça eu não posso, pois já tenho um compromisso. Poderia ser na quinta?

– Não, então teria que ser só na terça dia 23 do próximo mês no mesmo horário, pode ser?

– Pode ser… Obrigado, tchau.

– Tchau.

Resumindo, desde a primeira tentativa até conseguir finalizar o agendamento, lá se foram aproximadamente 45 minutos do seu dia.

E você terá que esperar mais um mês para ser consultado. =/

Considerações finais

Essa história é real, aconteceu comigo em um dos melhores hospitais da minha cidade e provavelmente você já passou por algo parecido.

Por que este procedimento de agendamento em hospitais particulares precisa ser tão doloroso e ineficiente?

Imagine como funciona em um hospital público!

Ao escrever este post, fui no Google pesquisar as opiniões do pessoal e vi que várias pessoas passaram pelo mesmo problema que eu:

situacao-do-atendimento-em-hospitais-do-brasil

Após a consulta, faço um post de como foi (estou até com medo).

Se você já passou por uma dessas, por favor deixa um comentário.

Se quiser conhecer a nossa secretária virtual Cloudia que automatiza o atendimento, por favor visite a nossa home.

Comentários

Recommended Posts