Configurações da Cloudia para o período de pandemia do corona Vírus

Sabemos que este momento atual de pandemia é difícil e estamos focando em gerar valor de alguma forma para as clínicas e para a sociedade (Desenvolvemos por exemplo, um robô com inteligencia artificial que tira as duvidas dos cidadãos sobre a pandemia e sugere o que você pode fazer gratuitamente da sua casa no período de quarentena).

Para a odontologia, o CRO recomenda que limitem o atendimento à população, atendendo apenas os casos de urgência e emergência.

A conscientização da importância desse assunto é fundamental para que o Brasil reaja o mais rápido possível.

Neste post, vamos recomendar algumas boas práticas nas configurações de sua assistente virtual Cloudia enquanto a pandemia durar para evitar o contágio e para que os pacientes se sintam mais seguros para realizar os procedimentos em sua clínica.

Leia o post até o final.

Mensagem inicial

Antes de qualquer sugestão aqui, é muito importante que você siga as normas de biossegurança estabelecidas pelos órgãos sanitários:
  • Isolamento respiratório com o uso de máscaras cirúrgicas N95 ou trocá-la a cada duas horas para evitar a perda da eficácia, no caso de máscaras habituais.
  • Utilizar avental descartável, luvas e óculos de proteção. O uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) deve ser priorizado.
  • Lavar seu jaleco separdo das roupas do dia a dia.
  • Lavar frequentemente as mãos, principalmente antes e depois de tratar o paciente.
  • Após cada atendimento, realizar a desinfecção de todos os ambientes de trabalho, pois o vírus pode ser transportado pelos aerossóis e sobreviver nessas superfícies por mais de nove dias.
  • Cuidados redobrados com o manuseio de modelos e moldes para efetiva desinfecção.
  • Evitar cumprimentos como beijos e aperto de mão.
  • Evitar levar a mão ao rosto.
  • Seguir rigorosamente todos os procedimentos do manuseio para limpeza e esterilização dos instrumentais para evitar que o vírus seja propagado.

Caso realmente você esteja fazendo tudo isso, é importante que comunique aos pacientes. Você pode deixar isso o mais claro possível configurando no menu “Minha Cloudia” > campo “Mensagem inicial” a seguinte mensagem:

“A nossa clínica está atenta a propagação dos casos do Coronavirus e implementou as orientações recomendadas pelo Ministério da Saúde em prol de segurança e bem estar da nossa equipe e dos nossos pacientes.”

Caso você fique fechado por alguns dias, informe isso também na mensagem inicial e anote um lembrete na sua agenda para retirar depois que este período passar.

Não se exponha ao risco ao fazer algumas perguntas customizadas

Ainda no menu “Minha Cloudia”, crie perguntas customizadas para ter uma noção do risco de atender aquele paciente.
Sugerimos configurar as seguintes perguntas customizadas:
1- Para que finalizemos o seu agendamento, por favor responda com “sim” ou “não” as seguintes perguntas:
Esta consulta tem caráter urgente ou emergencial?
2-Você teve febre ou experiência de febre nos últimos 14 dia?
3- Experimentou início recente de problemas respiratórios, tais como tosse ou dificuldade respiratória nos últimos 14 dias?
4- Viajou nos últimos 14 dias para alguma localidade com notificação de transmissão do novo Coronavírus ou teve contato com alguma pessoa dessas localidades?
5- Teve algum contato com algum paciente com infecção confirmada por Coronavírus nos últimos 14 dias?
6- Teve contato com pessoas com problemas de febre ou problemas respiratórios documentados nos últimos 14 dias?
7- Sua temperatura agora está maior do que 37,3 graus?

Todas as respostas do paciente podem ser acessadas ao consultar sua Google agenda e clicar no agendamento, bem como ao clicar no nome do paciente no menu “meus pacientes” conforme as duas imagens a seguir.

(detalhes do agendamento na google agenda)

(detalhes do agendamento no menu meus pacientes)

É importante também sempre medir a temperatura do paciente antes da consulta.

Se o paciente respondeu “não” para todas as questões e sua temperatura corporal está abaixo de 37,3 °C, pode realizar o tratamento odontológico com medidas extras de proteção e de forma a evitar borrifos ou procedimentos que gerem aerossóis.

Se respondeu “não” a todas as questões, porém apresentou temperatura acima de 37,3 graus C, deverá procurar o serviço de saúde para cuidados médicos adicionais e não deverá ser atendido.

A temperatura deverá ser aferida, preferencialmente, com termômetro de testa e deve ser rotina nos atendimentos ao paciente e acompanhante.

Se o paciente respondeu “sim” a alguma das perguntas, a recomendação é não fazer o atendimento no momento, mas remarcar a consulta para datas futuras.

Informações extras

Em caso de suspeita e com base no relato febre, coriza, tosse e problemas respiratórios, a(o) cirurgiã(o)-dentista deve encaminhar imediatamente o paciente para avaliação médica com o descritivo dos sintomas observados para a realização de exames laboratoriais por biologia molecular para diagnóstico do Covid-2019.

Nos próximos dias, inclua em sua rotina diária a consulta ao site e às redes sociais do CRO. Qualquer nova determinação de condutas, por parte do Ministério da Saúde, será prontamente divulgada aos profissionais da saúde bucal.

O CROSP também aconselha aos profissionais da saúde bucal a se imunizarem contra a gripe. A campanha nacional de vacinação contra a Influenza (tipos A, B e C) foi antecipada pelo Ministério da Saúde como estratégia para não sobrecarregar os atendimentos hospitalares em casos de gripe e auxiliar os profissionais de saúde a acelerarem o diagnóstico para o coronavírus. A campanha terá início no dia 23 de março.

Vamos escrever mais alguns conteúdos que ajude os dentistas a passarem por esta pandemia da melhor forma possível.

Comentários