Tecnologia na saúde – tudo sobre Chatbots

É indiscutível que a tecnologia na saúde vem se desenvolvendo a passos largos e o uso de chatbots vem crescendo nas empresas brasileiras para atendimento de seus clientes.

É muito provável que você já tenha passado por um atendimento de chat online e achou que estava conversando com uma pessoa.

Acredite, você falou com um chatbot e nem percebeu!

As clínicas e hospitais devem seguir esta mesma tendência.

Aliás, isso já é uma realidade !

Já acontece nos Estados Unidos e em algumas clínicas brasileiras que saíram na frente.

Leia este post até o final e fique atualizado sobre o uso desta tecnologia na saúde.

O que é chatbot?

Chatbots são softwares que conduzem uma conversa via audio ou texto.

O interessante é que apesar de ser um software, eles podem ser desenhados para copiar o comportamento humano.

É isso mesmo. Estamos falando da humanização de um robô!

Diferentemente dos seres humanos, os chatbots são capazes de atender várias pessoas ao mesmo tempo de forma instantânea 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Além disso, ele oferece um atendimento padronizado, sempre com a qualidade desejada, sem variação de humor.

Por que agora todos parecem estar falando sobre chatbots?

Os chatbots já existem há muito tempo.

Em 1964, foi criado um chatbot chamado Eliza no laboratório de inteligência artificial do MIT.

De lá pra cá, surgiu a internet e houve um enorme aumento do número de usuários de redes sociais e aplicativos de mensagens.

Ao mesmo tempo, nos últimos 3 anos houve uma queda repentina no mercado de Aplicativos, depois de anos de crescimento expressivo.

Não é viável produzir aplicativos caros, se as pessoas não os baixam.

Por que eu iria baixar um aplicativo para marcarção de consultas com um médico se eu posso fazer isso por um aplicativo de mensagens que já tenho no meu smartphone como o Facebook Messenger ou Telegram?

Vou te fazer duas perguntas para comprovar o que estou te dizendo:

Há quanto tempo você não olha o Whatsapp?

(Aposto que olhou pela última vez em menos do que 10 minutos.)

Desde quando você não baixa um aplicativo novo pro seu smartphone?

(Provavelmente faz tanto tempo que você nem lembra mais.)

O que os chatbots podem fazer pela tecnologia na saúde?

Na área da saúde, os chatbots vêm provendo uma melhor experiência de atendimento para clientes ou pacientes obterem informações ou fazerem procedimentos que podem ser realizados por softwares.

Por exemplo: marcação, cancelamento, lembrete e confirmação de consultas, mudança de horário de consultas, respostas de dúvidas pontuais, etc.

Caso queira conhecer um pouco do nosso chatbot, visite o nosso site e veja os nossos planos.

Existem chatbots que se propõem a ser assistentes de diagnóstico, resolvendo problemas mais específicos como  o casamento de sintomas com potenciais enfermidades.

Um exemplo disso é o software DocBot.

Outros também se propõem a ajudar pacientes crônicos a se manterem engajados com o seu tratamento.

Há também algumas propostas de chatbots psicólogos para áreas de risco ou pessoas em depressão.

O interessante é que o chatbot gera informações com muito mais credibilidade por estar vindo direto do profissional, e não simplesmente de um site qualquer da internet.

Os chatbots poderão eliminar os call centers e secretárias?

Talvez não, mas a tecnologia como um todo provavelmente diminuirá a necessidade de pessoas nas clínicas e call centers que demandem resolver problemas simples e repetitivos.

Atualmente os hospitais e grandes clínicas tem um alto custo com pessoal em seus call centers, que realizam, entre outras funções, tarefas repetitivas como marcação e confirmação de consultas, exames e procedimentos.

Esse grande volume de pessoas alocadas nos call centers geram, além de custo com salários, encargos e benefícios, também o custo com rescisões devido ao alto turnover nessa área.

Repito: os chatbots não eliminarão os call centers, porém poderão reduzir os custos em mais de 70%.

Haveria uma redução do custo direto com salários, treinamentos e equipamentos, pois não seria mais necessária uma grande equipe e consequentemente reduziria também os custos de estrutura, pois diminuiria o espaço físico necessário para a equipe, além dos custos indiretos, como água, energia elétrica e telefone.

Além da redução dos custos, haveria um aumento na produtividade do setor, uma vez que os chatbots não restringem seu atendimento ao horário comercial, estando disponível 24h por dia, 7 dias por semana.

Os chatbots eliminariam dos funcionários do call centers as tarefas repetitivas deixando os mesmos desenvolverem e focarem nas suas habilidades mais humanas e desafiadoras.

Qual o custo e os riscos para implementar um chatbot?

Assim como na implantação de qualquer tecnologia na saúde, o custo maior é intelectual: desenvolvimento do chatbot.

O custo de manutenção é baixo.

O chatbot é escalável.

A tendência é que a tecnologia fique cada vez mais barata em relação ao custo de pessoal.

Para finalizar…

Essas foram as nossas considerações sobre as dúvidas mandadas por alguns potenciais clientes que acompanham a Cloudia.

Caso queira saber ainda mais e ver a entrevista completa que fizemos com o Dr. Fernando Cembranelli veja o vídeo disponibilizado abaixo

Como somos uma empresa de tecnologia na saúde com foco na produtividade destes profissionais, transformamos este vídeo em áudio para você escutar no trânsito ou na academia :).

Por favor, deixem as suas dúvidas e comentários.

Teremos prazer em interagir com nossa audiência!

Caso queira saber mais sobre como automatizar o atendimento de sua clínica, hospital ou consultório, conheça a nossa secretária virtual Cloudia.

Comentários