fbpx

Cloudia

Software odontológico: como escolher um para o seu consultório?

Por Tiago Miranda Costa em Marketing na Saúde | Postado em 15 de março de 2022

Software odontológico: como escolher um para o seu consultório?

Ter um software odontológico passou de um luxo para uma necessidade em muitas clínicas e consultórios. Afinal, a tendência do mercado é digitalizar cada vez mais a odontologia, seja nos procedimentos clínicos ou na gestão do negócio.

Mas quando essa temática aparece muitas dúvidas surgem. Afinal, quais as vantagens de ter um software? Qual a sua importância para o dia a dia da clínica? E como escolher o melhor sistema para o meu consultório?

A boa notícia é que esse post é justamente para tirar todas as suas dúvidas a respeito do software odontológico e te ajudar a escolher o melhor para o seu negócio.

Então se você tem essa e outras dúvidas, continue lendo esse post.

O que é um software odontológico?

O software odontológico nada mais é do que uma ferramenta de gestão que auxilia nas principais demandas do dia a dia em um consultório odontológico.

As principais funcionalidade encontradas nesse tipo de sistema são:

  • Agenda online;
  • Prontuário eletrônico;
  • Cadastro de pacientes;
  • Odontograma;
  • Orçamentos;
  • Prescrição digital;
  • Painel gerencial;
  • Painel financeiro;
  • Entre outros.

Essas funcionalidades ajudam no controle de pacientes e financeiro, agendamentos, além de digitalizar todo o processo clínico do consultório. 

Além disso, um software odontológico pode trazer informações essenciais para gerenciar o negócio de forma assertiva, auxiliando na tomada de decisões e norteando ações internas e externas.

software-odontologico-como-escolher-um-para-o-seu-consultorio

Qual a importância de ter software odontológico?

Todo dentista sabe que manter a organização na clínica é essencial para um bom andamento dos atendimentos. Mas com a correria do dia a dia, nem sempre é possível dar a atenção necessária à gestão da clínica como muitos gostariam.

É nesse sentido que um software odontológico pode fazer toda a diferença. Além de ajudar em toda a gestão dos pacientes, organizar agenda e manter o consultório organizado, o software te proporciona informações fundamentais sobre o negócio que muitas vezes passam despercebidas.

Você sabe quantos pacientes atende na semana? E no mês? Quais os procedimentos mais realizados no seu consultório? Qual o ticket médio da sua clínica? Você atende mais homens ou mulheres? E as crianças?

Pode parecer até irrelevante, mas essas informações são primordiais para ter uma gestão orientada a metas e resultados, algo cada vez mais importante na odontologia moderna.

O que avaliar na contratação de um software odontológico?

Agora que já vimos o que é um software odontológico, e qual a sua importância para clínicas e consultórios, vamos entender o que é necessário avaliar antes de contratar essa ferramenta para o seu negócio.

Vamos lá?

O software é online?

Bem no começo da comercialização de softwares odontológicos no Brasil, muitos sistemas precisavam ser instalados nos computadores para funcionar. No entanto, com as possibilidades tecnológicas atuais, grande parte dos sistemas são acessados online, na nuvem.

Isso significa que as informações armazenadas no sistema podem ser acessadas de qualquer lugar: computador, tablet e celular (avalie se o sistema possui aplicativo mobile).

Essa é uma vantagem que deve ser levada em consideração na hora de contratar o software, justamente pela segurança e mobilidade que essa facilidade proporciona, ideal para dentistas que atuam em mais de um consultório ou clínica.

software-odontologico-como-escolher-um-para-o-seu-consultorio

É exclusivo para clínicas odontológicas?

Outro ponto muito importante que deve ser avaliado na hora de contratar um software de gestão para a sua clínica, é saber se ele é destinado exatamente para o seu ramo, no caso a odontologia, ou se atende outros tipos de clínicas.

Um software que não seja totalmente destinado ao seu tipo de negócio pode trazer funcionalidades a menos, e afetar a gestão do seu consultório. Por isso, antes de contratar tenha certeza que esse software atende às suas necessidades.

Como andam as reclamações em sites do consumidor?

Se você ainda não tem o costume de procurar sobre o produto e a marca que está prestes a consumir, a dica é: comece!

Muitos consumidores têm problemas com as empresas por não “investigá-las” antes de fechar algum contrato ou então consumir algum produto ou serviço. Nessa etapa, é importante acessar sites de reclamação como o Reclame Aqui, ver se a empresa já foi autuada ou se há reclamações no Procon.

Isso ajuda na hora de decidir por um ou outro software.

Os colegas dentistas indicam?

Uma outra forma de ajudar na hora da decisão é conversar com colegas de profissão que utilizam essa ferramenta. Qual software utilizam? Tiveram algum problema que impactou o negócio? Há quanto tempo usam esse software?

Essas informações podem te ajudar na escolha e trazer mais clareza das vantagens de ter essa ferramenta no seu consultório. Além disso, essa também pode ser uma forma de testar o software no consultório do seu colega dentista e sanar as dúvidas que você tem a respeito do sistema. 

Vale ressaltar que muitas empresas de software disponibilizam um período de teste para a contratação. Nunca deixe de usufruir desse período para entender melhor as possibilidades que essa ferramenta pode trazer.

O suporte é eficiente?

É claro que mesmo com um software odontológico, problemas podem acontecer. Afinal, nenhum sistema é perfeito e está suscetível a falhas. No entanto, essas falhas não podem comprometer o dia a dia da sua clínica.

Por isso, antes de contratar é importante entender se o suporte daquele produto que você está prestes a garantir é eficiente, se o horário de funcionamento atende a sua realidade, se os problemas são resolvidos prontamente, e afins.

Você pode também perguntar sobre isso aos colegas dentistas que utilizam a ferramenta, assim como a própria empresa.

Há um bom custo x benefício?

É claro que na hora de decidir implantar uma novidade na clínica, é preciso pesar os prós e os contras. E o mesmo acontece quando se decide contratar um software odontológico. Afinal, a ferramenta pode agregar muito no seu dia a dia, mas é preciso colocar na balança se vale a pena quando falamos do investimento necessário.

As funcionalidades valem o preço pago? Tenho um bom custo x benefício escolhendo esse software? É um investimento que trará retorno ao meu negócio? 

Tudo isso precisa ser avaliado antes de contratar. Portanto, pese os lados e veja o que faz mais sentido para você no momento.

As funcionalidades atendem a minha realidade?

Por último, mas não menos importante, na hora de contratar um software odontológico, é preciso avaliar se as funcionalidades que aquela ferramenta oferece atendem ao que você procura, e a realidade do seu negócio.

Isso evita que você contrate aquele serviço e cancele logo em seguida. Para que isso não ocorra, é primordial que você utilize o tempo de teste disponibilizado pela empresa, e tente utilizar o máximo de recursos possíveis, de acordo com a sua necessidade.

Dessa forma, você garante que a contratação é assertiva e que faz sentido para o seu negócio. Portanto, nada de menosprezar o período de teste, muito pelo contrário. 

Se possível, faça sua equipe utilizar a ferramenta no período e escute as opiniões de todos, especialmente daqueles que vão utilizar a ferramenta no dia a dia, como dentistas parceiros e a sua secretária/recepcionista.

Ainda não sabe qual software escolher? Conheça o Dental Office e teste grátis por 7 dias!

Esperamos que esse conteúdo tenha te ajudado a entender melhor como escolher um software odontológico para a sua clínica.

Até a próxima!

Esse conteúdo foi escrito pelo blog Dental Office, especializado em conteúdos para gestão de consultórios e clínicas odontológicas.