fbpx

Área de membros – Boas práticas legais

Proteção de Dados


A Cloudia garante o cumprimento à
Lei Federal n. 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD), assegurando o cumprimento aos princípios e fundamentos legais no tratamento de dados e a garantia dos direitos aos seus titulares.

Entretanto, como você pode notar no acesso à área interna da Cloudia, os usuários têm a liberdade de editar diversos dados e informações que serão solicitadas aos pacientes na interação com a nossa assistente virtual. Esse é o diferencial da nossa ferramenta.

Além disso, devemos recordar que a Cloudia tem a natureza de um software licenciado para o uso de sua clínica, permitindo a utilização da ferramenta para o exercício das funcionalidades descritas em nossos termos de uso. 

Nesse sentido, você, enquanto Clínica e Controladora dos dados, deve ter zelo na observância das normas da Lei Geral de Proteção de Dados no tratamento dos dados dos titulares, para evitar qualquer descumprimento legal que enseje a aplicação de sanção para a sua empresa.

Para esclarecimentos a respeito das práticas legais da Cloudia, acesse https://cloudia.com.br/boas-praticas-legais

Observe algumas orientações importantes para o cumprimento à LGPD, separada de acordo com os menus da área interna da Cloudia.

Minha Cloudia

Mensagem Inicial

É importante a disponibilização da política de privacidade de dados da sua clínica para o paciente. O cenário mais adequado é que – nesse campo – a clínica informe o link para acesso a sua política de privacidade, com um aviso ao paciente que ele só deve continuar a interação se houver a concordância com os termos desse documento. 

Quais dados a cloudia deve pedir no início da interação com o seu paciente?

Nos termos da LGPD, os dados solicitados devem ter propósitos legítimos, específicos, explícitos e informados ao paciente, bem como devem ter uma finalidade adequada ao objetivo almejado (marcação de consultas).

Perguntas customizadas

Nos termos da LGPD, os dados solicitados devem ter propósitos legítimos, específicos, explícitos e informados ao paciente, bem como devem ter uma finalidade adequada ao objetivo almejado (marcação de consultas).

Contas Integradas

A integração é essencial para a execução dos serviços da Cloudia. Com a integração, há o compartilhamento dos dados das mensagens e perfis dos pacientes com a clínica, de forma automática, alimentando o sistema.

Dados da empresa

  • Neste campo, o titular poderá exercer os direitos dos titulares de dados definidos no art. 18 da LGPD, por meio de alteração direta no painel ou realização dos procedimentos indicados na política de privacidade.
  • Atente que o exercício de determinados direitos, como a exclusão dos dados, é causa de rescisão do contrato, por inviabilizar a prestação dos serviços pela Cloudia.
  • Os direitos que não puderem ser exercidos de forma automática deverão ser solicitados à Cloudia pelo email dados@cloudia.com.br, seguindo as orientações disponibilizadas em nossa aba “Boas práticas legais”, constante no rodapé de nosso site.

Perguntas frequentes - respostas automáticas

  • Atenção com as perguntas frequentes que sejam relativas aos dados sensíveis e de menores, principalmente quando estas indicarem a necessidade de tratamento dos dados pela clínica. Por dados sensíveis, são aqueles sobre origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma pessoa natural. Eles tem uma série de procedimentos específicos na lei que devem ser observados para o seu tratamento.
  • Se não for essencial para o agendamento ou funcionamento efetivo da assistente virtual, é melhor evitar solicitar ou capturar qualquer dado que tenha esse enquadramento. 
  • Os dados solicitados devem ter propósitos legítimos, específicos, explícitos e informados ao paciente, bem como devem ter uma finalidade adequada ao objetivo almejado (marcação de consultas).

Meus pacientes

  • A Cloudia é mera operadora dos dados dos pacientes, não realizando nenhuma ação sobre ou com as informações destes titulares. Nesse sentido, a qualidade de Controladora é da clínica, e ela que tem a responsabilidade de garantir o exercício dos direitos pelos titulares. 
  • Os dados solicitados devem ter propósitos legítimos, específicos, explícitos e informados ao paciente, bem como devem ter uma finalidade adequada ao objetivo almejado (marcação de consultas).
  • É essencial que a Clínica tenha a sua própria política de privacidade, para regulamentar o tratamento de dados que dará aos seus pacientes.

Pagamentos

  • Os pagamentos são gerenciados por uma plataforma própria, integrada à Cloudia. 
  • A a Cloudia não realiza o armazenamento de nenhum dado meio de pagamento do cliente.
  • O pagamento por cartão de crédito sujeita o cliente à concordância da política de privacidade da plataforma Iugu.

Meu usuário

  • Neste campo, o titular poderá exercer os direitos dos titulares de dados definidos no art. 18 da LGPD, por meio de alteração direta no painel ou realização dos procedimentos indicados na política de privacidade.
  • Atente que o exercício de determinados direitos, como a exclusão dos dados, é causa de rescisão do contrato, por inviabilizar a prestação dos serviços pela Cloudia.
  • Os direitos que não puderem ser exercidos de forma automática deverão ser solicitados à Cloudia pelo email dados@cloudia.com.br, seguindo as orientações disponibilizadas em nossa aba “Boas práticas legais”, constante no rodapé de nosso site.

As orientações da Cloudia constantes neste documento são genéricas e tem a mera natureza de orientação, não eximindo – de qualquer maneira – a necessidade da adequação das práticas e processos de sua clínica às políticas de proteção e privacidade de dados.